Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Causas da incontinência

Senhora mais jovem e senhora mais velha a conversar – conheça as causas da incontinência

Conheça as causas

É bom saber o que está a causar a incontinência do seu ente querido. Irá ajudá-lo a compreender melhor os sintomas, para que possa prestar-lhe os melhores cuidados possíveis.
 
Se ainda não sabe que tipo de incontinência tem o seu ente querido, pode ler sobre os diferentes tipos aqui.

Como funciona o sistema urinário

As causas da incontinência afetam o sistema urinário. Vamos analisar sucintamente a forma como funciona o sistema urinário. Depois, poderá compreender o que funciona incorretamente. 
 
Os seus rins filtram os alimentos no seu sangue. Depois, misturam-nos com água e outros produtos para formar a urina, que é depois enviada para a sua bexiga. A urina sai dos rins através dos ureteres. A urina fica então temporariamente acumulada na bexiga, um saco muscular expansível. Os músculos em volta da uretra estão descontraídos durante a fase de esvaziamento e mantêm a uretra aberta. Para podermos manter a continência, precisamos do apoio dos músculos do pavimento pélvico e do esfíncter. Estes importantes músculos ajudam a manter a continência urinária e fecal.

Por que motivo o sistema urinário funciona incorretamente?

Não existe apenas uma causa para a incontinência, mas existem diversos fatores comuns. Em baixo poderá encontrar esses fatores.

Causas gerais

  • Enfraquecimento dos músculos do pavimento pélvico. Estes músculos mantêm a uretra fechada. Quando perdem a força e a função de suporte, ocorrem perturbações. Atividades simples como rir, tossir, levantar pesos ou correr podem provocar perdas de urina.

  • Infeções urinárias. As infeções urinárias podem levar a hipersensibilidade da bexiga. Isto acontece quando a bexiga informa incorretamente o corpo que precisa de esvaziar – urgentemente – mesmo não estando completamente cheia. Quando a infeção é tratada ou já passou, a bexiga deixa de estar hipersensível.

  • Obesidade. A obesidade pode colocar pressão adicional nos músculos abdominais e pélvicos, causando situações de incontinência.

  • Medicamentos. A incontinência poderá ser um efeito secundário de determinados medicamentos. Alguns medicamentos têm propriedades diuréticas, levando a que a pessoa sinta a necessidade de urinar com mais frequência. 

  • Problemas urinários neurológicos  - Podem dever-se a um enfarte, demência, diabetes, doença de Parkinson, esclerose múltipla ou lesão cerebral. Estes distúrbios danificam ou interferem com as passagens nervosas. Isto previne a transmissão de sinais corretos entre o cérebro e a bexiga. 

Causas femininas

  • Gravidez/parto. Carregar peso excessivo durante a gravidez pode exercer pressão nos músculos do pavimento pélvico, nos ligamentos e na bexiga. Durante a gravidez, são libertadas hormonas que afetam os tecidos e os músculos do corpo, permitindo que o útero se expanda à medida que o bebé cresce. Este processo permite suavizar e relaxar os músculos do pavimento pélvico para facilitar o parto, mas, por outro lado, pode dificultar a tarefa dos músculos e dos ligamentos de manter os órgãos do pavimento pélvico na sua posição normal. Os músculos do pavimento pélvico e os ligamentos também ficam distendidos durante o parto, podendo causar uma dilatação permanente dos tecidos. Este é o motivo pelo qual a gravidez e o parto são um risco para a incontinência.

  • Menopausa. Ao atingir a menopausa, os níveis de estrogénio descem, levando a um enfraquecimento dos músculos pélvicos. Isto faz com que algumas mulheres tenham menos controlo sobre a bexiga.  

Causas masculinas

  • Aumento da próstata. Esta situação poderá abrandar ou até impedir a passagem de urina. Muitas vezes, leva a uma “necessidade súbita” de ir à casa de banho.

  • Cirurgia da próstata. Se os músculos que controlam a passagem da urina forem danificados durante uma cirurgia à próstata, isto poderá causar incontinência urinária de esforço – perdas involuntárias quando ri, tosse ou faz determinadas atividades físicas.
 

Se não sabe quais as causas da incontinência, fale com o seu médico. Saiba o que pode fazer para ajudar o seu ente querido.

What are cookies?

Lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet.