Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Cinco conselhos para acabar com o stress


A palavra stress vem de ‘stringere’, apertar ou atar com força, e explica na perfeição a sensação de angústia que oprime por dentro. Damos-lhe uma série de conselhos para enfrentar o stress e sentir-se melhor.

Cinco conselhos para acabar com o stress

Outro problema de saúde, demasiado trabalho, pais já idosos que precisam de cuidados redobrados, a barriga que já não é tão plana como antes, uma parte do corpo que já não endurece como costumava… Cada um tem os seus problemas, mas as causas que provocam stress quando entramos na idade madura são variadas. Se nota que afetam o seu dia a dia, está na hora de pôr mãos à obra e lutar contra o stress. E tenha em conta que o stress é especialmente mau se tem problemas de incontinência, tensão arterial alta, problemas de coração, diabetes ou obesidade.

Mamen Rodríguez Gonzáles, psicóloga, recomenda-nos uma série de truques:


1. Aprenda a dizer ‘não’

 “Não sei qual é a chave do êxito, mas sei que a do fracasso é tentar agradar a toda a gente”, afirma Woody Allen. Se ir ao jantar da empresa este ano lhe desagrada, ou se ir ver esse clássico do cinema com a sua cara metade lhe parece um plano tão divertido como ir ao dentista… Assuma-o! Claro que sabe dizer que não, o problema é que muitas vezes não o faz. Se se preocupa tanto com o que o que os outros pensam de si, não acha que lhes irá mostrar uma versão melhor de si mesmo fazendo as coisas que realmente lhe apetecem? A sua família e amigos não vão gostar menos de si e vai sentir que controla mais a sua vida.


2. Aprenda a expressar-se sem se importar com o que os outros pensam

Não tenha medo de mostrar vulnerabilidade. Foi incutido aos homens da nossa geração um conceito de masculinidade que pode ser algo sufocante. A ideia de que ‘os homens não choram’ é terreno fértil para o stress. Verá como é libertador dizer às vezes: ‘preciso de ajuda’.

E quanto estiver realmente farto, não recalque os seus sentimentos menos positivos, expresse-os. Se for preciso, solte alguns palavrões em alto e bom som: expiar o que anda a reprimir é bastante libertador.


3. Dedique tempo e atenção a si mesmo

Não lhe estamos a dizer para ignorar as necessidades dos que estão à sua volta e pensar só em si, mas reserve momentos para fazer as coisas que gosta e cuidar de si. Quando o stress atacar, pense que talvez seja o momento perfeito para rever amigos, ver um jogo de futebol, ou simplesmente dar um passeio. E sobretudo, não se sinta culpado: reservar tempo só para si não é ser egoísta.


4. Aproveite ao máximo a sua maturidade

Pare e pense no momento da vida em que está e nas coisas boas que tem. Muitas vezes tendemos a fixar-nos mais nos aspetos negativos: se temos cabelos brancos, mais barriga... E a tranquilidade e segurança que acompanha o avançar dos anos? Quando temos uma certa idade aprendemos a distinguir o importante do supérfluo, apercebemo-nos que não podemos agradar a todos, sabemos quem queremos ter à nossa volta e, em geral, vivemos de forma mais inteligente. Agora conhece-se melhor do que nunca, pense nos seus pontos fortes e aproveite-os ao máximo


5. Cuide da sua saúde sexual

A sexualidade é um aspeto essencial da saúde física e mental. O sexo muda com o passar dos anos, pelo que deve procurar novas formas de praticá-lo e, perante qualquer tipo de problema relacionado com este tema, marque uma consulta médica. Um último conselho? Estudos demonstram que a masturbação faz com que se liberte dopamina no corpo, o que produz uma sensação de bem-estar geral muito potente contra o stress. Também é benéfica para o sistema imunitário, e ao contrário do pensamento generalizado, melhora a intimidade do casal.


E claro que os conselhos de sempre também são válidos aqui: pratique exercício físico, mantenha uma alimentação saudável e se tiver alguma questão mais concreta, não deixe de consultar um especialista.

Artigos relacionados

Sair quando se tem perdas urinárias

Muitos homens com perdas urinárias preocupam-se quando se trata de atividades sociais. O medo das perdas urinárias pode ser um obstáculo, mas com um plano apropriado, poderá manter-se protegido contra as perdas e manter a confiança.

Manter-se ativo com perdas urinárias

Existem muitas formas de manter o controlo e continuar a vida como quer, independentemente do tipo de perdas urinárias que tem.

What are cookies?

Lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet.