Tipos

As pessoas usam muitos termos para descrever os problemas urinários, entre eles: bexiga sensível, bexiga hiperactiva, perdas de urina e mais alguns termos médicos para descrever os vários tipos de problemas urinários. Os sintomas abaixo descritos pretendem ajudar a identificar o seu tipo. 

Diga-nos mais sobre si respondendo a este rápido questionário

Com quem costuma falar sobre a sua situação?



Resultados

Tem perdas ao rir, espirrar, tossir ou levantar pesos?

Então, o seu problema é incontinência urinária de esforço (IUE) ou, de forma abreviada, incontinência de esforço. Este é o tipo mais frequente de problemas urinários nas mulheres. Acontece quando os músculos do pavimento pélvico que suportam a bexiga enfraquecem. Ao rir ou ao tossir, a pressão sobre a bexiga aumenta e os músculos do pavimento pélvico não conseguem ficar suficientemente contraídos para reter a urina. Normalmente, trata-se apenas de pequenas quantidades, mas nalguns casos não é bem assim.
É mais frequente durante a gravidez, depois do parto e depois dos 40 anos, podendo, contudo, ocorrer em mulheres de qualquer idade. Na verdade, 1 em cada 4 mulheres sofre de incontinência urinária de esforço em alguma fase da sua vida e cerca de 40 % das jovens tem o mesmo problema durante actividades desportivas. Os exercícios para fortalecer o pavimento pélvico podem ajudar, e pode saber mais sobre eles na Área de exercícios.

Por vezes, tem vontade súbita de urinar?

Então tem incontinência de urgência, também designada bexiga hiperactiva. Isto é quando se sente uma vontade súbita de urinar e a bexiga liberta urina involuntariamente. Normalmente, ocorre quase sem aviso, e as perdas são moderadas a grandes. Em média, uma pessoa esvazia a bexiga entre 4 a 8 vezes por dia, mas se achar que precisa de urinar com mais frequência do que pensa ser normal, e isto pode incluir até o ter de se levantar várias vezes durante a noite de uma forma regular, tal poderá ser um sintoma de incontinência de urgência.

A causa exacta deste tipo de problemas urinários não é conhecida, mas pensa-se que os músculos da bexiga mandam sinais errados ao cérebro indicando-lhe que a bexiga está mais cheia do que na verdade está. Em determinados casos pode "educar" a bexiga para não o fazer. Para mais conselhos sobre este ponto, vá até O que pode fazer. A maior parte das pessoas lida com os sintomas de incontinência de urgência com pensos protectores ou roupa interior. A gama de produtos TENA oferece discrição e segurança por forma a poder minimizar o impacto da incontinência de urgência e levar uma vida plena e activa. Encontra informações sobre os nossos produtos e a oportunidade de solicitar amostras grátis em Montra de produtos.

Pode ter sintomas mistos?

Algumas mulheres têm incontinência mista. Normalmente, trata-se de uma combinação de incontinência de esforço e de incontinência de urgência. Se tiver os dois tipos de problemas urinários vai notar que um predomina sobre o outro, por isso, quando olhar para O que pode fazer, deverá prestar mais atenção ao sintoma predominante. Quando achar que já fez progressos suficientes pode, então, concentrar-se no outro sintoma.

O seu estado físico ou mental dificulta-lhe a ida à casa de banho a tempo?

Outro tipo de problemas urinários consiste na incapacidade de chegar à casa de banho a tempo, devido às dificuldades causadas por doença física ou mental e é conhecido por incontinência funcional. A segurança e a confiança que a protecção para a incontinência lhe dão podem ajudar a reduzir a ansiedade que esta situação acarreta. Para mais conselhos descubra o que pode fazer.

Sofre de alguma doença neurológica ou de danos cerebrais?

Doenças como Alzheimer, Parkinson, espinha bífida, esclerose múltipla ou danos cerebrais acidentais podem interferir com a forma como a bexiga e o cérebro comunicam, levando à incapacidade de controlar a bexiga ou de a esvaziar completamente. Isto é conhecido por disfunções neurológicas da bexiga.

Se, com estas informações, não tiver conseguido determinar o tipo de problemas urinários de que sofre, aconselhamo-la a procurar um profissional de saúde que a possa esclarecer.