Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Compreender a incontinência urinária nos adultos


A incontinência urinária é um termo que inclui todas as perdas involuntárias de urina. Existem vários tipos diferentes, por exemplo, incontinência urinária de stress, incontinência urinária mista, incontinência urinária de urgência e muito mais.

Casal de idosos sentado no sofá


A incontinência não é toda igual e existem causas diferentes para a incontinência quer nos homens, nas mulheres, nos idosos e nas crianças. O grau da perda involuntária de urina também varia. Um médico pode fazer um diagnóstico mais aprofundado com base no tipo de incontinência, frequência e gravidade. Assim, se tem perdas de urina, uma “bexiga fraca” ou outras questões relativas à bexiga, deverá consultar o seu médico.


Diferentes tipos de incontinência nos adultos

Incontinência urinária de stress significa que perde urina quando faz esforço, por exemplo, quando tosse, espirra ou ri. Este é o tipo mais comum de incontinência entre as mulheres, mas é rara nos homens.
 
Incontinência urinária de urgência é quando tem problemas de incontinência brelacionados com a urgência de urinar. A quantidade da perda varia, de pequenos pingos a um esvaziamento completo da bexiga. Os motivos por detrás deste tipo de incontinência também podem ter causas diferentes, por exemplo, um aumento da próstata, uma infeção urinária ou simplesmente a ingestão de líquidos em excesso. Por conseguinte, é importante ter um diagnóstico adequado para obter o tratamento certo.
 
A incontinência urinária mista consiste na combinação da incontinência urinária de stress com a incontinência urinária de urgência. Significa que pode ter perdas relacionadas com urgência ou quando faz esforços.
 
A incontinência por regurgitação ocorre quando a bexiga não consegue esvaziar por completo e se enche gradualmente de urina residual. A causa mais comum para este tipo de problema é uma obstrução da uretra, por exemplo, devido a um aumento da próstata. Um músculo da bexiga que não consegue contrair para esvaziar a bexiga também pode ser uma causa, algo que pode estar relacionado com neuropatia diabética, por exemplo. 
 
Os problemas urinários neurológicos são causados por lesões no cérebro, na espinal medula ou nos nervos. Os problemas urinários neurológicos podem afetar doentes que sofrem de lesões causadas por trauma, acidente vascular cerebral, esclerose múltipla e doença de Parkinson. 
 
Os pingos após micção são a perda involuntária de urina imediatamente após a micção. Acontecem porque existe urina residual na uretra. O problema é mais comum para os homens e pode, por vezes, ser evitado pressionando o períneo para a frente a fim de evacuar a urina residual. Também pode afetar as mulheres que apresentam um apoio muscular frágil na uretra.
 
A incontinência urinária funcional significa que não consegue chegar à casa de banho a tempo devido a algum tipo de imobilidade. Problemas de visão, diminuição da capacidade cognitiva e mobilidade reduzida podem causar incontinência urinária funcional.
 

What are cookies?

Lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet lorem ipsum dolor sit amet.