O que deve comer e beber para manter a bexiga e os rins saudáveis

Os alimentos e bebidas que consome têm um papel muito importante na saúde geral, por isso é importante controlar o seu consumo. Aqui encontra algumas informações sobre o que deve e não deve comer e beber para manter a bexiga e os rins a funcionar da melhor maneira.

Por que motivo é tão importante manter a bexiga e os rins saudáveis?

A bexiga e os rins trabalham em conjunto para nos manterem saudáveis. Uma das funções mais importantes dos rins é filtrar o sangue e remover os resíduos, ajustando os níveis de sais, água e minerais. O sangue saudável regressa ao corpo e os resíduos são transformados em urina, que é depois transportada para a bexiga antes de ser evacuada. É crucial manter estes órgãos importantes saudáveis, para que o corpo possa eliminar os resíduos de forma segura. Mas como podemos mantê-los saudáveis? 

Mantenha sempre o corpo hidratado

Deve ingerir fluidos suficientes para se manter saudável. A melhor bebida para os rins e bexiga é a água. Cerca de 60% do corpo é composto por água, por isso não é surpresa que precise de estar constantemente a renovar o abastecimento de água. Se não ingerir água suficiente, ou se perder demasiados fluidos, a desidratação pode causar pedras nos rins. Algumas causas da desidratação incluem exercício físico intenso, exposição ao calor, vómitos, diarreia, náuseas, queimaduras ou infeção da pele e diabetes com elevado nível de açúcar no sangue. Se sentir algum destes sintomas, é importante manter o corpo hidratado.

Qual a quantidade de água que o corpo precisa?

Naturalmente, o corpo fará o respetivo trabalho e mostrará que tem sede quando necessitar de água, salvando-nos da desidratação. Mas também poderá confirmar se está a ingerir líquidos suficientes examinando a cor da urina. Se for amarela clara, é sinal de que está a beber água suficiente, mas se for mais escura, poderá ser sinal de desidratação. Outros sinais de desidratação podem incluir fadiga devido a tensão arterial baixa, dores de cabeça, boca seca e alterações na elasticidade da pele. Devemos beber cerca de seis a oito copos de água por dia, para garantir que nos mantemos hidratados. Quando o tempo está mais quente, ou se fizer exercício físico, deverá beber mais água do que o habitual devido à perda de líquidos através do suor. Mas não exagere. Beber demasiada água também não é bom para a saúde, pois pode causar urgência e obrigar-nos a ir à casa de banho mais vezes! 

Beber água para a incontinência urinária

Se tem incontinência urinária, poderá pensar que deve beber menos água do que o habitual, mas na verdade isso é contraproducente. Limitar a quantidade de líquidos que bebe torna a urina mais concentrada, podendo irritar o revestimento da bexiga e causar urgência. Não beber água suficiente também pode causar prisão de ventre, que poderá afetar o controlo da bexiga. 

Quais as bebidas a evitar?

Sendo que é importante ingerir diversos líquidos, existem algumas bebidas que não são boas para a saúde da bexiga e dos rins. As bebidas alcoólicas afetam a capacidade de os rins manterem o equilíbrio de líquidos no corpo e colocam os rins sob pressão, por isso as bebidas alcoólicas e os rins não são compatíveis, se beber demasiado. Ingerir algumas bebidas alcoólicas de vez em quando não tem efeitos graves. As bebidas que podem causar irritação da bexiga incluem bebidas com cafeína, tais como, o café, chá e bebidas energéticas, que podem causar uma necessidade urgente e frequente de urinar. Experimente substituir a sua chávena de café habitual por café descafeinado e, se gosta de beber chá, escolha uma infusão de ervas ou fruta em vez de chá preto ou verde com cafeína. Os refrigerantes não são, normalmente, a opção mais saudável porque são demasiado ácidos e podem estar repletos de açúcares artificiais. Substitua por uma água com gás se lhe apetecer um refrigerante.  

Quais os alimentos que deve ingerir?

É importante seguir uma dieta equilibrada para garantir que a bexiga e os rins obtêm todos os nutrientes necessários. Os movimentos intestinais regulares também são importantes, porque se os intestinos estiverem cheios, podem colocar pressão na bexiga e causar urgência. Além disso, os músculos do pavimento pélvico podem ficar enfraquecidos pelo esforço da prisão de ventre, causando incontinência de esforço. Para movimentos intestinais saudáveis, ingira alimentos ricos em fibras, que tornam as fezes mais moles e facilitam a evacuação.     
 
A obesidade pode aumentar o risco de ter problemas de saúde, incluindo diabetes e tensão arterial elevada, as causas mais comuns de doença renal crónica. As pessoas obesas têm maior risco de desenvolver pedras nos rins do que as pessoas que mantêm um peso saudável. A obesidade e a diabetes são fatores de risco conhecidos para a incontinência. Tente manter um peso saudável, praticando alguma atividade física, ingerindo pequenas porções regularmente e escolhendo alimentos saudáveis e nutritivos, tais como frutas, legumes e bagas.   

Quais os alimentos que deve evitar?

De momento, não existem alimentos conhecidos por causar irritação da bexiga, mas deve evitar seguir uma dieta pobre em fibras e rica em gorduras. No geral, deve tentar manter uma relação saudável com os alimentos e controlar o peso, ajudando a bexiga e os rins a ter o melhor desempenho possível. 
 
Ingerir demasiado sal pode contribuir para uma elevada pressão arterial, associada a doenças cardiovasculares, problemas renais e retenção de líquidos. Sendo que os rins se esforçam para regular os níveis elevados de sal, mais líquidos ficarão retidos no corpo, causando inchaço e desconforto. 
 
 
Para manter a bexiga e os rins saudáveis, não se esqueça de ingerir água suficiente, ter uma dieta equilibrada e gerir um peso saudável. Se tem problemas de rins ou de bexiga, não se esqueça que não está só e que estes são bastante comuns. Se precisar de mais apoio, não hesite em contactar o seu médico.