Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

O que pode fazer?

Senhora mais velha a rir com senhora mais jovem – formas de ajudar o seu ente querido a lidar com a incontinência

Ajude o seu ente querido com a sua situação de incontinência

Caso o seu ente querido ainda não tenha ido ao médico, marque uma consulta logo que possível. Deverá saber tudo o que precisa de saber sobre a situação do seu ente querido. Desta forma, poderá obter o melhor tratamento. 
 
O seu médico quererá evitar qualquer tipo de desconforto para o seu ente querido. Por isso, é provável que recomende o tratamento menos invasivo disponível. Inicialmente, poderá envolver algumas mudanças no estilo de vida, exercícios de fisioterapia e dispositivos médicos (ver em baixo). Se estes falharem, o médico poderá indicar um especialista para o seu ente querido. Como último recurso, o especialista poderá recomendar medicamentos ou cirurgia. Porém, não se preocupe, juntamente com os profissionais poderá ajudar o seu ente querido na sua situação de incontinência.
 
Você e o seu ente querido podem sentir-se constrangidos quando tenta ajudá-lo na situação de incontinência. Mas isso é normal. Afinal, é uma questão muito pessoal. Mas há muito que pode fazer pelo seu ente querido. Seria bom ultrapassar qualquer tipo de constrangimento – isso ajudará a que se sinta mais descontraído. E se aprender tudo sobre a situação, irá compreender aquilo pelo qual o seu ente querido está a passar. Desta forma poderá dar-lhe o apoio de que precisa.  

Dicas sobre os diferentes tipos de incontinência

Já leu a nossa secção Tipos de incontinência? Esta secção descreve os tipos mais comuns de problemas urinários. Poderá encontrar o tipo de incontinência que corresponde à situação do seu ente querido. 
 
Em baixo encontra dicas profissionais que o ajudarão a lidar com o tipo específico de incontinência do seu ente querido.
Ajudar na incontinência de esforço

Em primeiro lugar, tenha em consideração o estilo de vida do seu ente querido. Algumas mudanças simples podem fazer uma grande diferença. 
  • Mantenha o seu ente querido hidratado.
    É natural pensar que o seu ente querido deverá ingerir menos líquidos. Mas isso só fará com que a urina fique mais concentrada. O que poderá agravar a situação da bexiga, tornando-a mais ativa. Recomendamos que o seu ente querido ingira líquidos normalmente, seguindo a sua sede natural. Isto será suficiente para manter a sua urina com uma cor de palha clara, saudável. Como seria de esperar, ingerir demasiados líquidos apenas aumenta a vontade de ir à casa de banho. Tente manter um equilíbrio saudável.

  • Evite determinadas bebidas.
    Não se esqueça que algumas bebidas são diuréticas, o que significa que terá vontade de ir à casa de banho mais vezes. Estas podem incluir chá e café, que contém cafeína, e bebidas alcoólicas. Não tem problema nenhum se o seu ente querido beber uma destas bebidas de vez em quando. Mas é melhor que não as sirva frequentemente.

  • Tenha atenção às calorias.
    A obesidade enfraquece os músculos pélvicos, podendo causar incontinência. Assim sendo, para ajudar o seu ente querido a estar em forma, certifique-se de que tem uma dieta equilibrada e nutritiva, sem demasiadas calorias.

  • Incentive o seu ente querido a deixar fumar.
    A pessoa de quem está a cuidar é fumadora? O ato de fumar por si só não causa problemas urinários. Mas a tosse que resulta do ato de fumar pode colocar pressão na bexiga. Tente convencer o seu ente querido a reduzir ou a deixar de fumar. Isto ajudará na situação de incontinência, assim como na saúde em geral. 


  • Incentive a prática de exercício físico.
    O seu ente querido tem mobilidade? Ou tem de o ajudar a movimentar-se? O seu ente querido pode melhorar o controlo da bexiga fazendo exercícios para o pavimento pélvico. Os cientistas concluíram que até 70% dos casos de incontinência ligeira a moderada podem ser melhorados ou até curados desta forma. No entanto, o seu ente querido deverá fazer os exercícios para pavimento pélvico corretos (Kegel) – regularmente e ao longo de três a seis meses. Nunca é demasiado tarde para começar – mesmo que já tenha 70 ou 80 anos, estes exercícios podem melhorar os sintomas. Um especialista poderá recomendar técnicas, tais como, a estimulação elétrica, para ajudar a executar os exercícios de forma adequada. Saiba mais sobre estes exercícios.

Ajudar na incontinência de urgência

Por vezes, este tipo de incontinência é referido como bexiga hiperativa. Tal como o nome sugere, acontece quando tem uma vontade súbita e incontrolável de ir à casa de banho. Aqui encontra algumas dicas que o ajudam a cuidar do seu ente querido: 
  • Ajude-o a chegar à casa de banho.
    Certifique-se que o caminho para a casa de banho está livre e tem um acesso fácil.  Além disso, caso seja capaz de se movimentar e esteja vestido, as roupas devem ser fáceis de retirar – isto é, sem fechos complicados.

  • Ajude o seu ente querido a fazer treino da bexiga e exercícios.
    Com a incontinência de urgência, é possível “reeducar” a bexiga. Para fazê-lo, incentive o seu ente querido a manter maiores quantidades de urina por mais tempo. E a ir à casa de banho com menos frequência. Isto impede que a bexiga “exagere” na necessidade de ir à casa de banho quando está apenas meio cheia. A reeducação tende a ficar mais fácil ao longo do tempo. Até 50% das pessoas com incontinência de urgência que tentaram fazê-lo consideraram esta terapia eficaz.

> Os exercícios de Kegel para músculos pélvicos também podem ajudar em alguns casos de incontinência de urgência.

> Saiba mais sobre estes exercícios.

Ajudar na incontinência mista

O seu ente querido sofre de uma combinação de incontinência de esforço e incontinência de urgência? Se assim for, o melhor a fazer é concentrar-se nos sintomas dominantes e tentar gerir estes sintomas em primeiro lugar. Poderá começar por fazer exercícios para o pavimento pélvico para a incontinência de esforço ou reeducação da bexiga para incontinência de urgência. Assim que os sintomas melhorem, comece a lidar com os outros sintomas.

Ajudar na incontinência funcional ou neurológica

Uma incapacidade física ou mental impede o seu ente querido de chegar à casa de banho a tempo? Ou impede-o de controlar a bexiga?  Os médicos poderão ajudar nestas situações. Mas, caso não o consigam ajudar, existem outras coisas que poderá fazer para ajudar a melhorar a situação do seu ente querido. 
 
O mais importante é minimizar o impacto de acidentes com bons produtos para incontinência. Os pensos e cuecas para incontinência bem concebidos irão conter completamente as perdas de urina. Também ajudarão a que o seu ente querido se sinta fresco, seco, limpo e confortável. 
 

> Explore a gama de produtos TENA.

Medidas para casos mais graves

Dependendo da situação do seu ente querido, um médico ou especialista poderá recomendar uma ou mais das seguintes medidas: 
  • Dispositivos médicos
    O médico poderá inserir um cateter (um tubo que faz a ligação à uretra) com um saco portátil para recolher a urina. Esta poderá ser uma medida temporária, especialmente se a incontinência for o resultado de uma cirurgia da qual o seu ente querido está a recuperar. É possível que tenha de mudar e limpar os sacos do cateter – uma tarefa fácil de aprender. O importante é compreender que um cateter não é uma solução para a incontinência urinária, mas sim para casos de aumento da próstata ou solução temporária após cirurgia da próstata.

    Os dispositivos mais comuns para problemas urinários são os pensos e cuecas absorventes para incontinência. Concebidos para proteger contra as perdas de urina e odores, têm diversos tamanhos e níveis de absorção.

    > Explore os produtos para incontinência TENA.

  • Último recurso: medicamentos e/ou cirurgia
    Existem medicamentos que ajudam a reduzir a hiperatividade da bexiga. Para saber mais informações sobre medicamentos que podem ajudar a incontinência de urgência do seu ente querido, peça ao seu médico para lhe indicar um especialista – por exemplo, um urologista ou uroginecologista.

    A cirurgia pode ajudar a tratar a incontinência, mas raramente é usada.

Outras formas de ajudar

O que pode fazer mais para ajudar o seu ente querido com incontinência funcional? Certifique-se que o caminho para a casa de banho está livre e tem um fácil acesso. E, caso seja capaz de se movimentar e esteja vestido, ajuda que as roupas sejam fáceis de retirar – isto é, sem fechos complicados.

Cuide do seu ente querido com o melhor

Saiba de que forma a TENA lhe oferece a solução mais eficaz para manter o seu ente querido limpo e confortável – consulte aqui a gama TENA.