Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Como dividir o volume de trabalho

Senhora idosa com duas senhoras mais jovens – dividir o volume de trabalho da prestação de cuidados

Não faz mal pedir ajuda

Você pode ser o cuidador principal do seu ente querido. Mas isso não significa que tenha de fazer todo o trabalho sozinho. Provavelmente, os seus amigos e familiares estão dispostos a ajudar – se pedir ajuda. Se não o fizer, ninguém sabe que você precisa de ajuda. Não hesite. 
 
Pedir ajuda não é sinal de fraqueza. Pelo contrário, pode ajudá-lo a ter mais tempo livre para descontrair. Desta forma, terá mais energia para cuidar do seu ente querido. 

Como pedir ajuda

Escolha uma boa altura para pedir ajuda. Pode mencioná-lo numa reunião familiar ou quando se reúna com amigos. Ou talvez quando essas pessoas o vejam a cuidar do seu ente querido. Seja sincero em relação à sua situação. Quanto mais as outras pessoas compreenderem os seus desafios, mais provável é que se voluntariem para o ajudar.
 
A sua família e amigos podem não saber como ajudar, mesmo que o queiram fazer. Por isso, fale com eles sobre as tarefas, saliente o facto de que são tarefas relativamente simples e fáceis.

Como dividir o volume de trabalho?

Comece pelas coisas básicas – por exemplo, fazer compras. Peça ajuda às outras pessoas com tarefas específicas em momentos específicos. Peça-lhes para:
 
  • ajudarem a limpar a casa;
  • fazerem compras (medicamentos/produtos alimentares/refeições/produtos de limpeza da casa);
  • visitarem o seu ente querido para lhe fazerem companhia (por exemplo, para jogar jogos de tabuleiro, ir passear ou ver filmes com o seu ente querido).

Outras questões importantes

Crie um horário para confirmar as tarefas de todos. Tenha em consideração que algumas pessoas podem preferir trabalhar em equipa e outras preferem trabalhar sozinhas.
 
Dê alguma liberdade às pessoas que o ajudam, para que não seja necessário geri-las demasiado. Caso contrário, as pessoas poderão pensar que tem tudo sob controlo e que não precisa da sua ajuda.

Contacte outros cuidadores

Procure outros cuidadores em grupos de apoio online. Conheça outras pessoas que cuidam dos seus entes queridos no seu bairro. É bom partilhar as suas experiências com outras pessoas que lidam com desafios semelhantes. Pode obter diversas dicas valiosas.