Este site utiliza cookies para que lhe possamos facultar a melhor experiência de utilizador. Ao continuar a pesquisar no site, concorda com a nossa utilização de cookies. · Ler mais sobre os cookies que utilizamos e como alterar as suas definições Concordo

Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Ir ao médico

Uma menina de cinco anos senta-se ao colo do pai enquanto lhe limpa a cara com um lenço de papel.
A enurese diurna e a enurese noturna são algo que muitas crianças poderão enfrentar à medida que crescem – muitas vezes é apenas temporária.  Como pai ou cuidador, é útil compreender como funciona a bexiga e saber separar os mitos da verdade no que diz respeito à incontinência. Isto poderá ajudá-lo a falar abertamente com o seu filho sobre o assunto e prestar o melhor apoio possível. 
 
Se tiver dúvidas ou preocupações sobre a situação do seu filho, é sempre melhor falar com o seu médico ou profissional de saúde.

O que poderá perguntar o médico?

Para ajudar a encontrar uma solução que minimize ou cure a incontinência do seu filho, o médico terá de conhecer os factos e o historial que envolvem as questões específicas da incontinência do seu filho. Por exemplo:
  • Frequência e volume da micção
  • Se é enurese diurna ou noturna
  • Qual a frequência com que acontece, qual a quantidade e situações nas quais a criança tem perdas de urina
  • Se existem outros sinais, como cruzar as pernas, andar na ponta dos pés ou sentar-se nos calcanhares. 
  • Movimentos intestinais
  • Hábitos alimentares e de ingestão de líquidos saudáveis
  • Se existem tratamentos ou medicamentos que o seu filho está a tomar
  • Tudo o que possa afetar a situação, como uma patologia, etc.
 
Por vezes, manter um diário sobre a bexiga e movimentos intestinais do seu filho pode ajudar o médico a ter uma melhor perceção da sua situação.