Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Prostatite, o que é e como curá-la


Explicamos-lhe quais são os sintomas, que tipos existem e como preveni-la e tratá-la.

Prostatite, o que é e como curá-la

O que é

A prostatite pode afetar os homens em qualquer idade, embora seja mais frequente a partir dos 50 anos. Trata-se de umainflamação da próstata; esta glândula (do tamanho de uma noz e situada mesmo debaixo da bexiga) produz o sémen que transporta e nutre os espermatozoides.

Apesar de não haver uma causa única que explique o surgimento da prostatite, este problema de saúde tem habitualmente origem numa infeção bacteriana da glândula prostática (é por isto que os antibióticos são o tratamento mais comum). Contudo, também um golpe que provocasse uma obstrução ou aperto da uretra poderia ser a causa desta infeção. Os fatores de risco que podem causar esta doença são os seguintes:

- Ter sofrido uma infeção na bexiga ou na uretra.

- Ter um traumatismo pélvico, como uma lesão causada pela prática desportiva.

- Usar uma sonda urinária.

- Ter feito uma biopsia à próstata.

- Ser portador do HIV.


Sintomas da prostatite

Esta doença nem sempre aparece de forma repentina. Pode manifestar-se de forma gradual, o que poderá atrasar a nossa ida ao médico. Esteja atento caso observe algum dos seguintes sintomas:

- Dor ou sensação de ardor ao urinar, provocando dificuldade em urinar.

- Necessidade frequente de urinar, especialmente durante a noite.

- Vontade urgente ou repentina de urinar.

- Retenção aguda de urina.

- Presença de sangue na urina ou no sémen.

- Urina turva.

- Dor no pénis, testículos, abdómen, virilhas, zona lombar e períneo (zona entre o escroto e o reto).

- Ejaculação dolorosa e, por vezes, precoce.

- Perda total ou parcial da ereção.

Se a causa da prostatite for uma infeção, também poderá originar febre e mal estar geral.


Como tratar a prostatite

Para começar, é necessário fazer um diagnóstico médico, análise de sangue, cultivos de urina e sémen e, nos casos da prostatite crónica, inclusive, uma biopsia. Uma vez examinados todos estes parâmetros, os especialistas vão prescreve-lhe um tratamento com antibióticos. O tratamento durará provavelmente várias semanas para se assegurar que a infeção foi totalmente erradicada.

Artigos relacionados

Manter-se ativo com perdas urinárias

Existem muitas formas de manter o controlo e continuar a vida como quer, independentemente do tipo de perdas urinárias que tem.

Como falar sobre perdas urinárias

Falar sobre assuntos pessoais pode ser desconfortável, mas a chave para encontrar uma solução é um diálogo sincero e franco com o seu médico e com as pessoas que lhe são mais próximas.