Enfrente os 50 sem receios

Um dia acorda de manhã e tem 50 anos. Um número tão redondo e pesado que as pernas até tremem. Descontraia... é só um número. Ainda que tenha de se deparar com uma série de desafios físicos e psicológicos, estes podem ser os melhores anos da sua vida.

Enfrente os 50 sem receios

O segredo para enfrentar da melhor forma possível o meio século de existência é olhá-lo de frente. Deve estar ciente de que já não tem 20 anos e há várias limitações com as quais terá de lidar. Fora isso, continua a ser a mesma pessoa, mas com mais experiência. Por isso, aproveite!

Cabelos brancos, rugas e sexo

Durante este processo, deve centrar-se em dois níveis. Primeiro, em ser você próprio. Reserve tempo para si. O prazer puramente pessoal é imprescindível. Leia, faça exercício, vá ao cinema e desfrute dos seus passatempos. Em segundo lugar, nas pessoas que o rodeiam. Para uma pessoa se sentir realizada, é necessário sentir que faz parte de algo maior. Preste atenção à sua família e amigos. Não se esqueça que o amadurecimento lhe traz vantagens em todos os campos. A nível sexual, quem é que disse que o sexo acabou? Nem pensar! Talvez seja diferente, mas igualmente satisfatório; agora conhece-se melhor a si próprio e, como se diz, a experiência é um posto.

 Atualmente, o cânone de beleza é implacável. A sociedade parece transmitir a mensagem de que “envelhecer é mau”. Não se sinta deprimido pelas imagens de homens depilados com os músculos bem definidos. Não se esqueça de que os jovens “reais” também não são assim. Além disso, há um ponto em toda esta história que joga a seu favor. homem mais velho é retratado como um verdadeiro mito sexual. Faz pare do imaginário do cinema, da literatura, das fantasias da sua vizinha... Pergunte e irá perceber que os cabelos grisalhos são mais sensuais do que julga.

Tome nota de alguns conselhos

David Escaja, psicólogo psicoterapeuta, refere que a autoestima se traduz, em última análise, em amor próprio. Para que se sintam felizes e realizados à medida que os anos vão passando, David afirma que os seus pacientes devem:

 ·     Assumir que envelhecer implica fazer o luto da perda da juventude, tomar consciência dos projetos pessoais importantes já concretizados e congratular-se por isso.

·     Aproveitar este momento para se reorganizarem, pensarem naquilo que realmente querem fazer e darem prioridade a isso, ao mesmo tempo que estão cientes das suas limitações.

·     Dedicar tempo a desenvolver novos projetos e pensar naqueles que deixaram na gaveta e talvez agora esteja na hora de serem concretizados.

·     Não se esquecer de que o sexo continua a ser uma parte essencial da vida. A saúde sexual influencia bastante a autoestima, pelo que devem lidar com qualquer problema relacionado com isso e procurar soluções.

·     Ainda que pareça um cliché, tentar arranjar tempo para fazer um pouco de exercício físico. O desporto tem um efeito medicinal e terapêutico, fortalece os músculos, liberta o stress, preserva as funções motoras, melhora a saúde cardiovascular e, também, evita a famosa barriga de cerveja.

 Siga estas indicações e não descure a sua saúde. Está prestes a chegar a uma idade na qual os problemas da próstata e de incontinência são comuns. Se sentir alguma mudança ou dor, não ignore.

Artigos relacionados

A próstata e a perda de urina nos homens

Embora a próstata e a incontinência “não sejam os tópicos de conversa mais interessantes numa festa”, convém saber o impacto que uma tem sobre a outra. Para dissipar qualquer confusão sobre o assunto, sentámo-nos com Ralph Peeker, professor e médico-chefe no Departamento de Urologia, do Hospital Universitário de Sahlgrenska, em Gotemburgo.

Incontinência – Uma introdução

Um em cada quatro homens acima dos 40 anos* tem perdas urinárias, também conhecidas por incontinência. A melhor maneira de encontrar uma solução é saber mais sobre como funciona a incontinência.