Parece estar localizado(a) em <country>

Visite o Site comercial da TENA para obter informação local.

Fique em forma


Exercício físico e desportos que pode praticar se tem incontinência.

Fique em forma

A incontinência urinária (IU) consiste na perda involuntária de urina através da uretra, objetivamente demonstrável, ocasionando problemas sociais e higiénicos para os indivíduos (ICS — International Continence Society).

Entre os fatores de risco da IU nos homens figuram a idade avançada, os sintomas das vias urinárias inferiores, as infeções, a deterioração funcional e cognitiva, os transtornos neurológicos e os derivados da cirurgia da próstata. A incontinência masculina não tem uma incidência tão elevada como a feminina. O problema afeta muitos homens, especialmente a partir dos 60 anos e sobretudo pacientes operados à próstata.

É de grande importância cuidar do estilo de vida, evitando a obesidade, a obstipação crónica e o excesso de peso e ter cuidado com as atividade desportivas, já que são fatores que predispõem à incontinência.


Embora se possa dizer que, em geral, a prática de atividade física diminui a incontinência urinária, alguns exercícios fortalecem o pavimento pélvico, enquanto que outros o prejudicam. Nos casos de incontinência por esforço, os exercícios para potenciar a musculatura abdominal estão especialmente contraindicados.

Se sofre desta condição poderá mudar para uma atividade física de menor impacto. As mais recomendáveis são as que não requerem um trabalho intenso dos músculos abdominais, como: natação, ciclismo, ioga ou Pilates, que além do mais são de baixo impacto. Acresce que o problema costuma melhorar ou, inclusivamente, solucionar-se, praticando exercícios de pavimento pélvico para reforçar a cintura abdominal, como os Kegel, a ginástica hipopressiva ou a eletroestimulação, que tonificam os músculos dessa zona. 

Os mais adequados são os exercícios de Kegel, que se podem realizar estando deitado, sentado ou em pé, e se os fizer corretamente verá que em pouco tempo melhoram o controlo da micção e as relações sexuais. Para obter bons resultados, isso sim, há que ser constante e praticar todos os dias. 


A ginástica abdominal hipopressiva

Para além da fisioterapia, uma das principais atividades indicadas para o tratamento e prevenção da incontinência urinária são os exercícios hipopressivos, também conhecidos como ginástica abdominal hipopressiva. Se o que o inquieta é deixar de fazer exercício físico, não se preocupe, porque esta técnica pode considerar-se, em si mesma, um treino. Os hipopressivos trabalham os músculos abdominais, fortalecem o pavimento pélvico, evitanto fugas de urina, e aliviam a pressão sobre a zona.

Reter a respiração durante uns segundos ajuda a incrementar o metabolismo e a queimar calorias, pelo que se trata de um excelente exercício para perder peso, no caso de lhe sobrarem uns quilos. Além disso, ao funcionar como um exercício de respiração também servirão para o relaxar.

A incontinência pode prevenir-se também evitando a obstipação e a obesidade e reduzindo o consumo de cafeína, álcool ou medicamentos como os diuréticos. Também se deve diminuir a ingestão de líquidos a partir do meio da tarde e evitar o impulso da urina e das fezes.

Artigos relacionados

Sair quando se tem perdas urinárias

Muitos homens com perdas urinárias preocupam-se quando se trata de atividades sociais. O medo das perdas urinárias pode ser um obstáculo, mas com um plano apropriado, poderá manter-se protegido contra as perdas e manter a confiança.

Manter-se ativo com perdas urinárias

Existem muitas formas de manter o controlo e continuar a vida como quer, independentemente do tipo de perdas urinárias que tem.